12 aviões brasileiros A-29 Super Tucano serão empregados em operações de combate aos terroristas do grupo Boko Haram, na Nigéria. A venda das aeronaves,... Aviões brasileiros vão combater terroristas do Boko Haram

12 aviões brasileiros A-29 Super Tucano serão empregados em operações de combate aos terroristas do grupo Boko Haram, na Nigéria. A venda das aeronaves, que serão produzidas na subsidiária da EMBRAER em Jacksonville, nos Estados Unidos, já foi autorizada pelo governo norte-americano. O valor do contrato assinado entre  a força aérea do País africano e o fabricante brasileiro de aviões é de US$ 593 milhões.

O emprego dos Super Tucano está sendo monitorado pela defesa dos EUA em dois países conflagrados. Os caças brasileiros já estão em missão no Iraque e no Afeganistão no mesmo tipo de missão. A principal vantagem do modelo da EMBRAER é o custo de operação, que chega a ser de apenas 1/17 do valor da hora de voo do congênere americano A-10, avaliado em US$ 17 mil/hora.

Na Nigéria, os Super Tucanos deverão fazer a localização de alvos e o ataque cirúrgico dos guerrilheiros com o objetivo de mitigar danos à infraestrutura do País e a ocorrência de vítimas entre populações civis.

O caça brasileiro é considerado um dos projetos mais bem-sucedidos do mundo. Caso sua utilização nesse tipo de missão  seja aprovado, o governo dos Estados Unidos pode encomendar 300 aeronaves à EMBRAER.

Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acompanhe também o Blog do Pannunzio