O monomotor prefixo PU-MOV, de propriedade do ex-senador boliviano asilado no Brasil Roger Molina, já vinha há algum tempo apresentando problemas no motor. A... Turbocompressor com defeito pode ter derrubado avião em Luziânia

O monomotor prefixo PU-MOV, de propriedade do ex-senador boliviano asilado no Brasil Roger Molina, já vinha há algum tempo apresentando problemas no motor. A aeronave, um Conquest Excel fabricado pela Inpaer, era equipada com um motor Rotax 914.

De acordo com informações de um piloto amigo do ex-senador, um turbocompressor foi acoplado ao conjunto motopropulsor para aumentar a potência útil da aeronave. Essa seria a peça que vinha apresentando problemas nas últimas semanas, fato que era do conhecimento de todos os que privavam de intimidade com o proprietário do LSA.

Molina é  considerado pelo colegas do Aeroclube de Brasília como um piloto com experiência mediana para baixo, o que pode ajudar a explicar eventuais erros na tentativa de voltar à pista sem potência para o pouso forçado. A aeronave teria estolado entre a base e a curta final da cabeceira 11, oposta à pista de onde ela tinha acabado de decolar.

O avião acidentado está recolhido a um hangar do Aeroporto de Luziânia, GO, a 60 km. de Brasília. As causas do acidente estão sendo investigadas pela FAB.

  • Djalma

    14/08/2017 #1 Author

    Fofocas nada ajudam na investigação das causas reais do acidente

    Responder

  • Adenilson

    14/08/2017 #2 Author

    Esse avião foi do Sr Avenor Montandom de Araxá/MG. Extremamente bem cuidado nunca teve pane ou incidentes. Pra que mexer no motor? Alterar o que engenharia profissional fez é risco na certa

    Responder

  • alexandre Canteruccio

    14/08/2017 #3 Author

    Voei neste avião com o Dr Montandon há alguns anos atras, o motor dele era um Jabiru 6C aspirado de 120cv, não era turbo

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acompanhe também o Blog do Pannunzio